5 motivos para parar de roer as unhas agora!

Atualizado: 25 de ago.

Esse pode até parecer um hábito inofensivo, mas não é! Você com certeza já ouviu da sua mãe ou avó que roer as unhas faz mal, mas provavelmente sem entender o motivo.


Com o passar do tempo você pode ter até deixado esse hábito de lado, por conta própria ou até por medidas drásticas feitas pelos familiares. Muita gente lembra da técnica de colocar molho de pimenta nas unhas para não roermos. Mas na vida adulta, com o estresse e problemas do cotidiano esse hábito pode voltar.


Bom, hoje você entenderá de uma vez o que roer as unhas pode causar à sua saúde bucal, e com esses 5 motivos você irá parar de roer as unhas a partir de agora!

Por que parar de roer as unhas?


1. Desgaste do esmalte dentário

Pois é, o esmalte em nossos dentes é o que os protege no nosso dia a dia, é o que impede a sensibilidade e principalmente o que mantém a cor dos nossos dentes. Portanto, quando se trata de alimentos pigmentados, cáries e principalmente atrito, ele é o primeiro a sofrer. E danificá-lo pode causar sérios problemas!


2. Bruxismo

O bruxismo acontece não apenas enquanto dormimos, mas também acordados - assim como o hábito de roer as unhas! Ao estarmos concentrados, entediados ou até ansiosos, rangemos os dentes e nem percebemos.


Ao roer as unhas, fazemos esse mesmo movimento, e criando esse hábito podemos dar início também ao bruxismo. Esse transtorno pode acarretar diversas consequências, como você pode ler no nosso artigo, clicando aqui.


3. Afeta a mandíbula

O mesmo movimento repetitivo que pode levar ao bruxismo, pode causar problemas na mandíbula. Estalos, dor ao mastigar e até o comprometimento das articulações dificultando a fala e a mastigação e até o formato do rosto.


4. Lesões na gengiva

Comparadas aos nossos dentes, as unhas podem até parecer moles, mas, na verdade, elas são bem duras. O esforço repetitivo para “cortar” as unhas com os dentes promove a retração das gengivas e a exposição das raízes dentárias.


As raízes expostas levam a hipersensibilidade dos dentes, principalmente aos líquidos gelados e quentes.


5. Infecções por fungos e bactérias

As nossas mãos não são exatamente a parte mais limpa do nosso corpo, muito pelo contrário. Elas passam por todo lugar, como teclados sujos, ônibus lotados, coceiras pelo seu próprio corpo e inclusive alimentos diversos.


Nesse caminho, as bactérias que se acumulam embaixo das nossas unhas não saem com um simples álcool em gel ou uma lavada rápida de mãos. E então, ao roer as unhas e causar lesões nas nossas gengivas, abrimos espaço para essas bactérias entrarem pelas feridas.


E aí, sim, podemos enfrentar sérios problemas e complicações.


Mas se roer as unhas é tão ruim assim, como parar com esse hábito que pode até ser reconfortante em muitos momentos? Continue lendo para entender!


Por que roemos as unhas?

Antes de entender como podemos parar com esse péssimo hábito, precisamos entender porquê ele acontece em primeiro lugar. Você roe as unhas? Já parou para buscar um padrão entre os momentos em que você faz isso?


Esse hábito afeta de 20% a 30% da população brasileira. Porém, apesar de muitas pessoas terem esse hábito em comum, os motivos para ele podem variar bastante entre cada um.


Ansiedade, nervosismo, tédio, fome ou até uma forma de relaxamento e distração são os motivos mais comuns. Muitas pessoas pegam-se roendo as unhas em momentos de estresse, como em frente ao computador durante o trabalho, ao esperar atendimento, ou mesmo ao realizar uma tarefa entediante.


Roer as unhas não é considerado um comportamento grave sozinho. Mas quando combinado ao TOC ou transtornos de ansiedade e TDAH pode se tornar um problema real. Em casos mais graves, as pessoas podem realmente se machucar e nem se dar conta, ou acabarem dependendo do hábito como um mecanismo de cooperação com situações difíceis.


Se esse for o seu caso, vale a pena conversar com um profissional e buscar ajuda para resolver o que pode ser um problema bem mais sério. Do contrário, as dicas a seguir podem te ajudar a parar com esse hábito bem irritante!


Como parar de roer as unhas?

Cada pessoa é diferente e possui esse hábito por diversos motivos. No entanto, algumas dessas dicas podem te ajudar a cessar esse comportamento, mesmo que com um passo de cada vez.


Pinte as unhas

Sim, isso pode ajudar muito! Ao manter o esmalte nas unhas, assim que colocá-las na boca você sentirá a textura e até o gosto ruim do esmalte e se lembrará de parar na hora. Se você fez na manicure, o tempo e dinheiro gastos no design são motivos a mais para não estragá-las!


Lixe e corte

Ter as unhas curtas e lixadas pode ajudar na tentação de começar a roer as unhas e acabar quebrando um pedaço da unha grande. Quando isso acontece, tendemos a “terminar o trabalho” e cortar com o dente o pedaço danificado. Além disso, se mantidas curtas fica mais difícil roê-las sem se machucar, o que com o tempo leva à diminuição do hábito.


Use um fidget toy

Lembra do Fidget Spinner, aquele brinquedo que girava e era uma ótima maneira de focar em outras atividades? Pois é, existem outras versões dele, menores e até mais interessantes, que podem servir de distração nas suas mãos para evitar roer as unhas. Um exemplo mais simples são as bolinhas anti-estresse.


Essas são apenas algumas dicas para parar com o hábito de roer as unhas, mas se mesmo assim você não conseguir parar, busque ajuda profissional. Não vale a pena deixar esse hábito acabar com a sua saúde bucal!


Se você quiser saber mais dicas para ajudar você a ter uma boca mais saudável, confira as nossas redes sociais!


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo