Por que fazer clareamento dental?

Se você adora sorrir, tenho certeza que sonha em ter um sorriso branco e brilhante. Acertei?

Nem todo mundo sabe, mas os dentes podem escurecer naturalmente. Em nosso cotidiano, ingerimos diversos tipos de alimentos que podem afetar nossos dentes tanto em relação à sua cor, quanto à sua integridade.


Café, suco de uva, vinho tinto e até alimentos menos comumente associados a isso como frutas cítricas e alimentos com corantes. Tudo isso pode influenciar muito o nosso sorriso. Mas felizmente, restaurar um sorriso branco e brilhante não é tão difícil assim.


Neste artigo, você vai ver tudo sobre o clareamento dental, então continue lendo para saber se ele é para você!


O que é o clareamento dental?


Com o tempo e a idade os dentes vão escurecendo e ficando amarelados, perdendo o seu brilho e afetando nossa autoestima. Por isso, muitas pessoas optam pelo clareamento dental, que consiste em técnicas aplicadas aos dentes para restaurar a sua cor original.


Produtos clareadores são utilizados normalmente em forma de gel. O agente clareador nesses produtos pode ser o peróxido de carbamida ou o peróxido de hidrogênio, dependendo totalmente do tratamento e da preferência do profissional.


De nenhum modo o clareamento afeta a estrutura dos dentes, por isso é algo muito bem aceito pelas pessoas. No entanto, esse procedimento é famoso pela sensibilidade temporária que causa, que costuma durar até três dias após o procedimento, por isso algumas pessoas têm receio em realizá-lo.


Quanto tempo dura o efeito do clareamento?


Não existe um tempo exato, isso varia conforme os hábitos, os cuidados e o organismo de cada paciente. O procedimento pode durar até 01 ano e meio, podendo se estender se os cuidados certos forem tomados.


Após um certo período, normalmente recomendado pelo dentista, o paciente pode retornar para “retocar” o tratamento. O procedimento será muito mais rápido e os resultados serão rapidamente notados. Fazendo a manutenção e seguindo as recomendações do dentista você terá um sorriso brilhante por anos!


Mas como funciona o clareamento dental?


Primeiro, precisamos entender que existem diferentes tipos de clareamento. Lembre-se de sempre consultar o seu dentista para entender qual é a melhor opção para você. Em geral, todos funcionam da mesma maneira, mas com alguns detalhes que podem fazer toda a diferença. São eles:


Clareamento caseiro


Um dos métodos mais conhecidos, especialmente pelas vastas propagandas de televisão sobre produtos que o fazem. Pode ser utilizado uma fita adesiva clareadora que pode ser comprada sem a recomendação de um profissional, ou de forma que um dentista acompanhe o processo. Aqui, deixamos claro que nunca será nossa primeira opção! O uso indiscriminado e sem orientação pode trazer sérios problemas!

No segundo caso, é feito um molde dos dentes do paciente pelo dentista e, quase como em uma dentadura, ao chegar em casa o paciente aplica o gel clareador e coloca o molde. Esse é um dos tratamentos que exigem um pouco mais de tempo, mas tem sim, excelentes resultados!


Clareamento dental em consultório


Aqui também é utilizado um gel clareador, porém bem mais concentrado do que o utilizado em casa. O dentista normalmente utiliza uma barreira entre os dentes e a gengiva e faz a aplicação nos dentes.


Após uma hora, o gel é retirado e isso se repete por cerca de 4 sessões. Os resultados são mais garantidos e é possível ver uma rápida diferença entre as sessões.


Clareamento fotoativado por luz


Este método é reconhecido pela sua rapidez. O gel ainda é aplicado da mesma maneira que o anterior, porém seu efeito é potencializado pela ajuda da luz laser. Tão eficiente quanto o clareamento de consultório convencional, a sensibilidade trans operatória é diminuída com a luz laser, porque o tempo necessário para que a reação química aconteça é diminuído também. Aqui, vale lembrar que não é o laser que clareia o dente, continua sendo o produto clareador, o laser acelera o processo, diminuindo o tempo das sessões e garantindo excelentes resultados.



Recomendações pós clareamento dental


Fazer um clareamento é uma grande decisão. É um passo enorme em direção à melhor autoestima e qualidade de vida. Por isso é necessário o completo comprometimento por parte do paciente para que os resultados sejam como esperado.


E esses cuidados vão além da higiene bucal. Claro que escovar os dentes corretamente, o uso frequente do fio dental, será benéfico não apenas para o seu clareamento, mas para a sua saúde em geral.


Para quem é recomendado?


Não existe uma idade mínima específica para iniciar o tratamento, porém o paciente deve possuir todos os dentes permanentes. Ou seja, após a adolescência, com cerca de 16 anos, o clareamento já pode ser realizado.


Gestantes e pessoas que estão amamentando também não devem realizar o procedimento. Também é preciso ter em mente que os agentes clareadores não funcionam sobre resina, portanto, se você possui muitas restaurações o resultado pode não ser o esperado.


Tenho cárie, posso fazer clareamento dental?


Não! Trate a cárie primeiro e só então faça o procedimento. Se o esmalte estiver danificado, além da sensibilidade piorar, os produtos utilizados para o clareamento podem ter efeitos negativos na lesão.


Pronto para o seu clareamento?


Vale ressaltar que o efeito do clareamento dental não é eterno, e sua duração depende de você!


Mas se você mora na região de Juiz de Fora e quer ter um sorriso lindo, branco e brilhante de novo, entre em contato conosco, clique aqui e marque a sua consulta.


3 visualizações0 comentário