Qual a diferença de implante dentário e tratamento de canal?

Se você nunca precisou realizar um implante dentário ou um canal, é provável que confunda esses dois procedimentos.

Você está incomodado com seu sorriso, sente dor ou desconforto e resolve ir ao dentista. Ele já olha e suspeita de um possível canal, procedimento com a má fama de ser complicado e dolorido.


Antes de tomar qualquer atitude ele te encaminha para fazer uma radiografia. E você já começa a se perguntar sobre o canal, implantes dentários, anestesia, cirurgia e tantas outras coisas que você acredita que virão.


E, pesquisando pela diferença entre os procedimentos e o que fazer, você acaba se perguntando qual é o melhor, como funciona e até se pode escolher. Estamos aqui para responder todas as suas perguntas, com tudo que você precisa saber sobre implantes dentários e canal!


Qual a diferença entre implante dentário e canal?


Bom, primeiro precisamos entender o que cada um é e como é realizado, pois, mesmo que sejam comumente confundidos, são processos bem diferentes.


Não se preocupe com nomes técnicos e especificações, pois no final o objetivo dos dois é o mesmo: reabilitar a sua boca!


Implante dentário


Este tratamento é indicado para pessoas que perderam um ou mais dentes devido a cáries, doença periodontal, ou outras complicações. TODA a estrutura do dente foi perdida, inclusive a raiz, precisando ser substituída por uma raiz artificial.


Um parafuso de titânio é inserido no lugar do dente através de cirurgia, e uma coroa dentária de cerâmica é encaixada por cima. A estrutura da arcada dentária, a capacidade de mastigação, fonação, deglutição e respiração são recuperados. Assim como o bem-estar e a autoestima!


Como é feito o procedimento?


Esse é um procedimento completamente seguro. O parafuso utilizado para se juntar ao osso é de titânio, um material de fácil aceitação pelo nosso organismo. Esse metal não enferruja e não afeta de nenhuma maneira o nosso organismo, sendo uma opção segura e duradoura para algo que ficará conosco por toda a vida.


Pré-cirurgia


Antes da cirurgia são realizados alguns exames, sendo extremamente necessários para garantir que o procedimento seja feito corretamente. Após garantir que o paciente tem condições de colocar o implante, começam as orientações para o pré-operatório.


O cirurgião pode pedir que o paciente tome alguns remédios antes da cirurgia e passa orientações sobre os cuidados a tomar. E então, no consultório, sob anestesia local, o procedimento é iniciado.


Pós-cirurgia


O pino não fica aparente, pois é colocado sob a gengiva, e com a anestesia você não sentirá nenhuma dor. Depois se inicia o período de Osseointegração, quando ocorre a cicatrização e o fortalecimento do local onde está o pino. Uma prótese (coroa) provisória é colocada e quando a Osseointegração está completa, depois de 2 a 6 meses, é colocada a coroa permanente!


Após seguir as recomendações dadas pelo dentista, em pouco tempo você estará mastigando normalmente e com o sorriso mais lindo que nunca!


Tratamento de canal


Já no tratamento de canal, não é necessário criar uma prótese, pois o dente natural permanece no lugar. Esse caso é recomendado quando não há necessidade de remover o dente natural.


A polpa do dente está comprometida, portanto ela é removida para impedir que a infecção se espalhe. Esse é um procedimento mais simples e mais rápido, sem a necessidade de espera pela prótese definitiva ou processo de cicatrização muito longo.


Como é feito o tratamento?


Não é possível afirmar que não será indolor, pois apesar da anestesia muitas pessoas sentem um grande desconforto, mas isso varia para cada organismo. Mas também é um processo seguro, e quando feito por um bom especialista é relativamente rápido.


Pré-cirurgia


Por ser um procedimento mais simples, não são necessários vários exames, mas a radiografia ainda é essencial. O dentista pode avaliar se é necessário algum medicamento ou cuidado especial antes da cirurgia.


Pós-cirurgia


A dormência após aplicação da anestesia pode ficar e até um gosto metálico também. Após a remoção do conteúdo do canal (nervos e vasos sanguíneos), o dente fica ´oco´, e um material obturador é inserido no lugar, além de uma restauração provisória. Após alguns dias de recuperação, o dente será definitivamente restaurado.


Desconforto e sensibilidade podem ser sentidos por alguns dias, mas logo é como se nada tivesse acontecido. Seu sorriso está restaurado e você pode mastigar e voltar a rotina sem dores!


Posso escolher qual realizar?

Não. Como mencionado anteriormente, suas condições são absolutamente diferentes. Para os implantes tanto o dente como a raiz precisam estar comprometidos, e para o canal apenas a polpa do dente pode estar afetada.


Você pode, e deve, procurar pelo profissional mais adequado para te atender e definir qual é o mais apropriado para a sua situação. Escolha um especialista de sua confiança ou de seu dentista, e tenha certeza de que se sente confortável com essa pessoa. Esses são procedimentos delicados e invasivos e é normal ter medo ou ansiedade diante deles.


Se você ainda tem alguma dúvida sobre o procedimento que você precisa realizar, entre em contato conosco. Estaremos felizes em te ajudar!

7 visualizações0 comentário