A importância da primeira ida ao dentista

Você provavelmente não faz ideia de como foi sua primeira ida ao dentista. Mas você se lembra de como se sentia quando seus pais te levavam até lá? Quando você sabia que teria uma consulta, você se empolgava ou já ficava nervoso?


Pois é, entender a importância de levar uma criança ao dentista vai muito além da saúde bucal dela. A saúde emocional e a sua relação com o dentista, com a escovação e até sua autoestima estão muito relacionados com as primeiras vezes no consultório.


Neste artigo você vai entender a importância da primeira ida ao dentista, a idade adequada e como essa interação pode influenciar a saúde bucal de uma criança.

Quando deve ser a primeira ida ao dentista?

Caso a família ainda não tenha feito uma consulta pré-natal odontológica com um dentista especializado (um ODONTOPEDIATRA), a primeira ida ao dentista deve ser logo nos primeiros meses, ainda no puerpério. Neste momento, os pais - principalmente os de ´primeira viagem´ - vão receber toda a orientação necessária sobre os cuidados básicos para a boca do recém nascido e primeira infância.


Quando o bebê tem alguma síndrome ou condição especial, esta consulta é ainda mais importante, pois muitos tratamentos precisam ser iniciados já nos primeiros meses. Quem deixa passar, pode perder um tempo precioso!


Mas como é essa primeira consulta? O bebê não vai ficar estressado?

A primeira consulta do bebê

Neste momento, é fundamental que seja consultado um profissional especialista e experiente. O Odontopediatra é a melhor indicação para esse evento especial, pois apenas ele saberá como conduzir a experiência da maneira mais tranquila possível para a criança e a família!


Desde cedo é importante fazer com que a criança se familiarize com a higiene bucal. Os pais são e devem ser exemplos! Ao tornar cada escovação, desde a primeira, um momento tranquilo e importante da rotina, você já começa a incentivar seu pequeno a cuidar de si mesmo.


As crianças não terão uma memória concreta desse momento, mas o sentido em relação à escovação e ao consultório ficam. É muito importante tornar essa experiência algo tranquilo, pois quanto mais cedo a criança for acostumada ao ambiente, melhor ela reagirá às intervenções que eventualmente virão.

Por que levar o seu filho desde cedo ao dentista?

Já mencionamos diversos benefícios para fazer um acompanhamento com um odontopediatra desde cedo. Mas você precisa saber que assim os dois principais problemas bucais das crianças também serão evitados.


A cárie é uma das doenças mais prevalentes em nossa sociedade, atualmente, e com potencial para tornar-se um quadro grave com comprometimento da saúde sistêmica. Seguindo as orientações corretas para cada caso, é possível preveni-la. Assim você evita idas excessivas ao dentista, tratamentos intervencionistas, invasivos e estressantes.


Um profissional competente fará uma análise abrangente de todo o ambiente e estrutura familiar, a fim de pontuar aspectos da dieta, rotina e aconselhamento familiar para prevenir a doença. Muito além de apenas recomendar escovas e pastas!…


Outro ponto importante são os problemas de desenvolvimento da boca e da face, muitas vezes causados também por hábitos deletérios. A má posição dos dentes é apenas a ´ponta do iceberg´ quando os ossos e estruturas da face estão sendo mal estimulados ou mal desenvolvidos. Novamente, o aconselhamento desde cedo - o que chamamos de Puericultura Bucal - pode ser valioso e poderoso na prevenção e interceptação desses problemas. Assim ajudaremos os pequenos a mastigar bem, deglutir, comunicar-se (verbalmente ou não), e respirar.

Ou seja, desenvolver-se bem.


A esta altura, fica evidente que o profissional consultado deve ter formação específica e um olhar experiente para o manejo destes pequenos pacientes.


Levar o meu filho cedo demais pode levar ao medo de dentista?


Se o profissional não for gabaritado, sim! Inclusive faz parte de nossa rotina o atendimento aos pequenos que, tendo passado por outros atendimentos estressantes, agora requerem abordagem diferenciada - muitas vezes com uso de sedação.


Mas ao consultar um especialista, você garante que seu filho receberá o atendimento mais adequado para a sua idade e sua capacidade cognitiva. E muito pelo contrário, ao fazer isso você previne a odontofobia.


O dentista criará um ambiente familiar para o pequeno e o acompanhará por toda a infância. Manter regularidade - se possível com o mesmo profissional - o deixará mais tranquilo se porventura precisar de alguma intervenção.


A odontofobia é normalmente causada por algum trauma ou uma série de desconfortos com o consultório, ou o procedimento em si. Então, não tenha medo de conversar com o dentista antes. Você ficará mais seguro e essa segurança irá passar para o seu filho também.


Conheça o consultório antes, a metodologia do odontopediatra e confie no profissional que escolher. Jamais consulte um profissional de saúde sem ter boas referências. E saiba que é comum a criança chorar ou se sentir estressada em um ambiente novo. São muitos estímulos com os quais ela não está acostumada!...


Mas um bom profissional saberá conduzir esta experiência da melhor maneira possível.


Onde posso encontrar um odontopediatra?

Se você mora em Juiz de Fora ou região, temos uma boa notícia. Aqui na Codap somos especializados em transformar a ida ao dentista em uma experiência tranquila para o seu pequeno, desde o começo.


Nossa missão é deixar estas boquinhas cada vez mais saudáveis, sem traumas e desconfortos desnecessários no processo. Nos esforçamos para que a criança e a família entendam que o consultório é um lugar de acolhimento, onde se aprimora a saúde a cada consulta.


Aqui na CODAP é comum a criança chegar chorando, mas nos orgulhamos dela sair sempre sorrindo.


Está esperando por um(a) pequeno(a) ou ele(a) já chegou? Entre em contato conosco, clicando aqui.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo